PESQUISA 

Stats

O V. Guimarães não ganhou nenhum dos três últimos jogos que fez em sua casa, fator através do qual se justifica a incapacidade de a equipa confirmar plenamente os indícios de retoma após a entrada de Sérgio Conceição para o comando técnico: os vimaranenses perderam por 4-3 com o Marítimo, por 1-0 com o Benfica e empataram a duas bolas com o Arouca, já não conseguindo acabar um jogo sem sofrer golos no D. Afonso Henriques desde que ganharam por 1-0 ao Tondela, a 13 de Setembro. Há quatro meses, portanto. O FC Porto, em contrapartida, vem de duas saídas consecutivas a ganhar e sem sofrer golos: ambas no Bessa, frente ao Boavista, com 5-0 na Liga e 1-0 na Taça de Portugal. Não é uma série excelente, sobretudo porque se seguiu à derrota por 2-0 com o Sporting em Alvalade, mas também porque esta época os dragões já ganharam cinco deslocações consecutivas: Varzim (2-0), Maccabi (3-1), Angrense (2-0), Tondela (1-0) e U. Madeira (4-0). Essa série de vitórias foi na altura interrompida na deslocação a Londres, onde os portistas acabaram batidos pelo Chelsea (2-0).   - Herrera marcou nas últimas duas partidas do FC Porto na Liga: adiantou os dragões face ao Rio Ave, no jogo que acabou empatado a um golo, e abriu o ativo na goleada frente ao Boavista (5-0). É a segunda vez que o mexicano marca em duas jornadas consecutivas, pois já tinha estado entre os goleadores na vitória frente ao Rio Ave (3-0) e na derrota contra o Olhanense (1-2), em Abril e Maio de 2014. Na altura ficou em branco ao terceiro jogo, os 2-1 em casa contra o Benfica.   - Sérgio Conceição, o técnico do V. Guimarães, de quem se disse que podia ser hipótese para suceder a Julen Lopetegui no comando do FC Porto, foi jogador portista e, como treinador, já defrontou os dragões por sete vezes, tendo ganho apenas uma: 1-0 no Académica-FC Porto, em 2013/14. Obteve ainda um empate (1-1 com o Sp. Braga, na última Taça da Liga) e perdeu as outras cinco partidas, duas delas em casa.   - Rui Barros, o treinador aparentemente interino do FC Porto, continua com o registo 100 por cento vitorioso nas duas passagens pelo comando da equipa. Em jogos oficiais, não sofreu sequer um golo, tendo ganho por 3-0 ao V. Setúbal na Supertaça de 2006 e agora por 5-0 e 1-0 ao Boavista, em jogos da Liga e da Taça de Portugal.   - Sérgio Conceição e Rui Barros jogaram duas épocas juntos no FC Porto, entre as saídas de um e do outro para o estrangeiro. A última partida em que ambos marcaram presença simultânea correu mal aos dragões: foi a 2 de Maio de 1998, quando os portistas saíram derrotados da Luz por 3-0, frente ao Benfica. O FC Porto acabou por se sagrar tetra-campeão nessa época.   - Bruno Gaspar, lateral do V. Guimarães, estreou-se na Liga a jogar contra o FC Porto, lançado por Rui Vitória a 14 de Setembro de 2014, num empate a uma bola no Minho. - Do outro lado, o avançado Aboubakar tem várias recordações do V. Guimarães, pois foi no D. Afonso Henriques que se estreou na Liga portuguesa. O resultado não foi famoso, pois o FC Porto empatou esse jogo a uma bola, a 14 de Setembro de 2014. O camaronês, ainda assim, só jogou um minuto nessa tarde. E só voltou a defrontar o V. Guimarães na jornada de abertura da atual Liga, obtendo nessa noite o seu primeiro bis pla equipa portista, que ajudou a vencer por 3-0.   - O FC Porto não venceu nenhuma das duas últimas visitas a Guimarães: empatou a duas bolas em Março de 2014, num jogo que ditou a demissão de Paulo Fonseca, e a um golo em Setembro desse mesmo ano. A última vitória portista no D. Afonso Henriques aconteceu em Novembro de 2013, para a Taça de Portugal, por 2-0, com golos de Jackson Martínez e Fernando.   - O Vitória não ganha ao FC Porto desde Outubro de 2004, quando eliminou os dragões da Taça de Portugal com uma vitória por 2-1, graças a um bis de Nuno Assis, a que respondeu Derlei. Para a Liga, os minhotos não vencem desde Dezembro de 2001, quando golos de Marco e Nuno Assis lhes deram uma vitória por 2-0.   - O V. Guimarães nunca ganhou nem perdeu jogos com Manuel Oliveira a apitar: empatou as quatro partidas que fez com este árbitro, que foram duas receções ao P. Ferreira e à Académica e as visitas ao Nacional e à mesma Académica. O FC Porto também empatou um jogo em dois com Manuel Oliveira (1-1 com o Nacional na Choupana), mas ganhou o outro, na ocasião uma receção ao V. Setúbal (4-0).
2016-01-16
LER MAIS

Stats

O FC Porto até tem tido algumas dificuldades nas deslocações ao Estádio D. Afonso Henriques, onde empatou nas duas últimas épocas, mas sempre que recebe os vitorianos tem sabido conquistar os três pontos: já lá vão nove vitórias consecutivas no Dragão desde que, em Fevereiro de 2005, uma equipa vimaranense dirigida por Manuel Machado ali empatou sem golos frente a uma formação do FC Porto onde José Couceiro dava os primeiros passos como treinador. Nessa partida, pelo V. Guimarães alinhou Moreno, que ainda faz parte do plantel minhoto.A corrente série de nove jogos sem pontuar faz do V. Guimarães o “melhor freguês” dos portistas na atual Liga, a par do outro Vitória, o de Setúbal, que também leva nove derrotas consecutivas no Dragão mas empatou ali pela última vez (também a zero) em Outubro de 2005. Há menos tempo que o V. Guimarães, portanto: a época que entretanto passou na II Liga atrasa os vimaranenses nestas contas. Na lista dos “melhores fregueses” aparecem em lugar de destaque adversários bem competitivos, como o Sporting ou o Sp. Braga, que perderam os últimos seis jogos no Dragão a contar para a Liga.A série de nove derrotas consecutivas do V. Guimarães teve início em Maio de 2006, com um 3-1 que contou com um bis de Lucho González e um golo de Adriano, tendo o Vitória marcado por intermédio de Antchouet. Nessa época o FC Porto foi campeão e os vimaranenses desceram de divisão, pelo que o confronto só se repetiu em Dezembro de 2007, com 2-0 favorável ao FC Porto (golos de Sektioui e Lisandro Lopez). Em 2008/09 repetiu-se o 2-0, desta vez com golos de Lisandro e Farías, e em 2009/10 os dragões foram ainda mais longe: 3-0, com golos de Hulk, Guarín e Falcao. Desde então, mais cinco vitórias azuis e brancas: 2-0 (Falcao e C. Rodriguez) em 2010/11; 3-1 (Rolando, Moutinho e James, contra Faouzi) em 2011/12; 4-0 (bis de Lucho, com golos de Hulk e Jackson) em 2012/13; 1-0 (Josué) em 2013/14 e outra vez 1-0 (Brahimi) em 2014/15. - O lateral Ricardo, do FC Porto, poderá completar o 50º jogo na Liga portuguesa, na qual se estreou precisamente ao serviço do V. Guimarães, frente ao Paços de Ferreira, em Abril de 2012. - Aboubakar, avançado camaronês do FC Porto, defronta a equipa contra a qual se estreou na Liga portuguesa, em Setembro do ano passado. Entrou no último minuto para o lugar de Herrera mas já não conseguiu fazer nada para evitar o empate a um golo no Estádio D. Afonso Henriques. - Do outro lado, o lateral Bruno Gaspar também pode defrontar a equipa contra a qual se estreou na Liga, uma vez que chegou à divisão principal vindo do Benfica B e jogou pela primeira vez no mesmo dia que Aboubakar. - O guardião vimaranense Douglas está a um golo dos 100 sofridos na I Liga. Se sofrer golos no Dragão atingirá esse marco histórico. - Os vimaranenses Alex e Tozé fizeram os primeiros jogos como seniores com a camisola do FC Porto. Alex fê-lo a 17 de Outubro de 2009, tinha ele 18 anos acabados de fazer e era uma das figuras dos juniores dos dragões quando entrou nos últimos 21 minutos para o lugar de Mariano González numa vitória por 4-0 sobre o Sertanense, para a Taça de Portugal. Vestia a camisola 41. Esse foi, porém, o único jogo em que representou o FC Porto. Quanto a Tozé, já apareceu com as equipas B: estreou-se a 12 de Agosto de 2012, num empate a duas bolas em Tondela, rendendo no último minuto Fábio Martins.
2015-08-13
LER MAIS