Stats 

Benfica Sporting

Liga Portuguesa

2015-10-25 17:00

BTV
Nona tentativa de Jesus para pontuar na Luz
2015-10-24

O regresso de Jorge Jesus à Luz será um tema à parte do Benfica-Sporting da oitava jornada da Liga. O treinador que ganhou os últimos três campeonatos do Benfica (2010, 2014 e 2015) e que entretanto mudou de cor e já ganhou a Supertaça ao serviço do Sporting nunca foi capaz de sequer empatar com os encarnados naquele estádio. Soma por derrotas os oito jogos ali realizados e só por uma vez viu a sua equipa fazer golos.

A primeira vez que Jesus ali levou uma equipa foi a 3 de Fevereiro de 1993 e o confronto era desigual. O Amora, comandado pelo atual treinador leonino, jogava a II Liga e foi batido nos quartos-de-final da Taça de Portugal por 5-0, com golos de Mostovoj, Pacheco, Yuran (dois) e Paulo Sousa. Jesus só voltou à Luz pelo Felgueiras, três anos depois, em Abril de 1996. E voltou a perder, desta vez por 1-0, com um golo já na segunda parte do extremo angolano Paulão. A descida de divisão da equipa nortenha significou o adiamento de novas visitas até Agosto de 1998, quando ali levou o Estrela da Amadora a perder por 2-0. Marcaram Poborsky e Tahar El Khalej. O resultado, aliás, repetiu-se na época seguinte, mas nos 2-0 de Outubro de 1999 quem fez os golos encarnados foram Okunowo e Ronaldo.

Só ao quinto jogo na Luz pôde Jorge Jesus festejar um golo de um jogador seu. Foi a 25 de Agosto de 2001 e o V. Setúbal comandado pelo técnico da Reboleira chegou a estar na frente, graças a Marco Ferreira. Acabou, no entanto, por perder, fruto da explosão do fenómeno Mantorras, que nessa tarde fez um “hat-trick” e tornou inútil o tento de Hugo Henrique, que fixou o 3-2 final. Começava a Volta a Portugal em clubes de Jorge Jesus, que até chegar ao Belenenses, em 2006, por fazer apenas partes de épocas em tentativas de salvar equipas da despromoção (algumas delas bem sucedidas) não voltou a jogar como visitante no estádio do Benfica. Regressou em Dezembro de 2006, com o Belenenses, e para perder por 4-0, com golos de Simão, Karagounis, Fonseca e Katsouranis.

A tentativa seguinte, em Abril de 2008, outra vez com os azuis do Restelo, redundou em nova derrota, outra vez sem marcar golos: 2-0, com tentos de Luisão e Cardozo, jogadores que já encontrou quando chegou à Luz para treinar o Benfica. Foi à oitava tentativa, porém, que Jesus colocou uma frase no anedotário nacional do futebol. Em Janeiro de 2009 levou o Sp. Braga a perder ali por 1-0 (golo de David Luiz) e, para se queixar da arbitragem, saiu-se com o famoso “o Braga ganhar na Luz ao Benfica só se for na PlayStation”. É o que se verá, na nona tentativa.

 

- Como jogador, Jesus saiu da Luz sem perder por três vezes, nas três primeiras ocasiões que lá foi: 2-2 com o Olhanense (e esteve a ganhar por 2-0) em Setembro de 1974, 0-0 pelo Sporting em Dezembro de 1975 e 1-1 pelo Belenenses em Março de 1977. Depois, só derrotas, com Riopele, U. Leiria e V. Setúbal.

 

- Este será o 15º jogo entre Rui Vitória e Jorge Jesus. O atual treinador do Sporting soma, no confronto direto, 11 vitórias, um empate e duas derrotas, sendo que duas dessas vitórias lhe permitiram ganhar títulos: a Taça da Liga de 2011 (final entre Benfica e Paços de Ferreira) e a Supertaça de 2015 (já no Sporting, contra o Benfica). Uma das vitórias de Rui Vitória, obtida pelo V. Guimarães frente ao Benfica, também lhe permitiu levar para casa a Taça de Portugal de 2013.

 

- Rui Vitória ganhou na primeira vez que defrontou o Sporting. Foi a 20 de Outubro de 2007 e o treinador ribatejano dirigia o Fátima, que semanas antes fizera sensação ao afastar o FC Porto da Taça da Liga. Contra os leões, o Fátima ganhou por 2-1 no Restelo, casa emprestada dos verde-brancos, e levou para a segunda mão da eliminatória uma vantagem que não conseguiu segurar, pois perdeu em Fátima por 3-2.

 

- O Sporting não ganha na Luz desde 28 de Janeiro de 2006, quando ali bateu os encarnados por 3-1, para a Liga, mesmo depois de ter estado a perder. Simão adiantou o Benfica, na primeira parte, de penalti, mas os leões viraram o jogo na última meia hora, com golos de Sá Pinto (este também de penalti) e Liedson (dois).

 

- Os últimos três golos marcados pelo Benfica foram de bola parada: Carcela ao Vianense após lançamento lateral de Sílvio; Jardel ao Vianense após canto de Pizzi; e Gaitán ao Galatasaray na sequência de livre apontado rapidamente por Jonas. Em contrapartida, os dois últimos golos sofridos pelo Sporting também nasceram de bolas paradas, ambos de cantos do lado esquerdo do ataque. Marcaram-nos Josué (V. Guimarães) e Jashanica (Skenderbeu). Mas enquanto o Benfica só fez esta época mais dois golos de bola parada (um penalti e um canto de Jonas a Estoril e Belenenses), o Sporting encaixou mais quatro nestas circunstâncias: penaltis de Pelé e Rabiola, além de livres indiretos finalizados por Luís Alberto e Doumbia.

 

- Treze dos últimos 14 golos do Benfica ao Sporting nasceram na América do Sul. Desde 2012, Cardozo marcou seis, Gaitán fez dois, Luisão um, Jardel outro, Pérez mais um, Lima outro e Salvio o restante. A exceção é Markovic, que marcou em Alvalade no empate (1-1) para a Liga, em Agosto de 2013. O último golo português do Benfica ao Sporting foi marcado por Nuno Gomes, a 16 de Abril de 2008, num jogo que os leões ganharam por 5-3, para a Taça de Portugal.

 

- Dos atuais jogadores leoninos, só um marcou mais de um golo ao Benfica com a camisola leonina: Slimani, que fez dois, sempre na Luz. Um no empate (1-1) para a Liga passada e outro na eliminação leonina (3-4) da Taça de Portugal de 2014. Jefferson, por exemplo, também já marcou por duas vezes ao Benfica, mas uma delas foi pelo Estoril, em Maio de 2013, ajudando o FC Porto a tirar esse título às águias.

 

- Mesmo com um jogo a menos, o Benfica continuava a ser, antes do início desta jornada, a equipa que mais rematava na Liga: segue com 114 tentativas de chegar ao golo (19 por jogo), contra 110 do Marítimo (15,7 por jogo). O Sporting chutou 98 vezes (14 por desafio).

 

- O Sporting é, dos três grandes, o que tem piores números com Carlos Xistra a apitar na Liga, com apenas 56 por cento de vitórias em 27 jogos. Ganhou, contudo, as últimas quatro partidas: 2-1 ao Tondela já esta época, 4-1 ao Sp. Braga e 4-0 ao Gil Vicente na anterior e ainda 3-1 ao P. Ferreira em 2013/14. A última vez que cedeu pontos com este árbitro foi no empate caseiro frente ao Rio Ave (1-1), a 21 de Setembro de 2013. O Benfica ganhou 61% dos 18 jogos que fez com Xistra, três deles consecutivos: 3-1 ao Nacional e 4-0 ao Marítimo na época passada, mais um 2-0 ao Olhanense em 2013/14. A última vez que perdeu pontos com ele foi a 23 de Setembro de 2012, num empate a duas bolas com a Académica, em Coimbra.

 

- Carlos Xistra vem com uma média de um penalti por jogo esta época: marcou um a favor do Sporting no jogo com o Tondela e dois a favor do Sp. Braga frente ao Marítimo, não chegando a apontar nenhum no Rio Ave-Boavista. Na época passada, a sua média era de 0,2 penaltis por jogo, mas ainda assim teve um jogo com dois penaltis: o Sporting-Sp. Braga, em que assinalou um para cada lado.

 

- Este vai ser o terceiro clássico de Carlos Xistra na Liga. Nos dois anteriores, o resultado foi o mesmo: 2-0 para a equipa da casa. Aconteceu no Sporting-FC Porto de 2007/08 e no Benfica-Sporting de 2010/11.