Stats 

Benfica Sporting

Supertaça Cândido de Oliveira

2015-08-09 20:45

RTP1
Um Benfica-Sporting que é um Vitória-Jesus
2015-08-07

A Supertaça marcará o 14º confronto entre Jorge Jesus e Rui Vitória, com a curiosidade de ser o primeiro em que Jesus não é treinador do Benfica (o lugar é agora de Vitória) e de em três dos 13 confrontos anteriores terem sido atribuídos troféus. Jesus ganhou a Taça da Liga em 2011 vencendo na final o Paços de Ferreira de Rui Vitória (2-1); Vitória retribuiu ganhando a Taça de Portugal de 2013 batendo na final do Benfica de Jesus (2-1); e em Maio passado foi empatando em Guimarães face à equipa de Vitória que o Benfica de Jesus assegurou matematicamente a conquista do bi-campeonato nacional.

Ao todo, como é natural, por ter estado sempre ao comando de um grande, Jorge Jesus leva vantagem: soma 10 vitórias, um empate (que mesmo assim lhe deu um título) e duas derrotas. Além do jogo da final da Taça de Portugal, Rui Vitória ganhou a Jesus pelo V. Guimarães, em Fevereiro de 2012: 1-0, graças a um golo do brasileiro Toscano, em partida da 19ª jornada da Liga. Os melhores resultados de Jesus foram duas vitórias robustas obtidas fora de casa: 5-1 em Paços de Ferreira, em Março de 2011 (além de um bis de Nuno Gomes, houve golos de Cardozo, Aimar e Gaitán, tendo o Paços marcado num autogolo de Carole) e 4-0 em Guimarães, em Março de 2013 (golos de Cardozo, Garay, Salvio e Rodrigo).

É ainda de realçar que Rui Vitória ganhou o primeiro jogo que fez contra o Sporting: foi em Outubro de 2007 e o treinador ribatejano dirigia o Fátima que já tinha feito sensação ao afastar o FC Porto na Taça da Liga. Contra os leões, o Fátima ainda ganhou por 2-1 no Restelo, casa emprestada dos verde-brancos, levando para a segunda mão uma vantagem que não conseguiu segurar, pois o Sporting impôs-se por 3-2. Por sua vez, Jesus defrontou pela primeira vez o Benfica na qualidade de treinador em Fevereiro de 1993, quando comandava o Amora e encaixou 5-0 na Luz em partida dos quartos-de-final da Taça de Portugal. Mostovoi, Pacheco, Yuran (dois) e Paulo Sousa fizeram os golos da equipa da casa.

Esta não é, de resto, a primeira vez que Jesus assinala a sua estreia competitiva por um clube a jogar contra o Benfica. Em 1998, abriu a experiência aos comandos do E. Amadora com uma derrota por 2-0 na Luz frente ao Benfica de Souness. Aliás, foi na Amadora que soube pela primeira vez o que era ganhar ao Benfica, aplicando 3-0 à equipa de Jupp Heynckes (dois golos de Gaúcho e um de Kenedy) em Fevereiro de 2000.

 

- Jorge Jesus está em condições de se vencer a Supertaça pela segunda vez, algo que não é assim tão raro, pois sete técnicos o conseguiram. Mas a seu lado no banco, agora como diretor da SAD, terá um dos únicos homens que a venceram duas vezes por clubes diferentes: Octávio Machado, que a ergueu em 1995/96 ao serviço do Sporting e depois em 2001, já aos comandos do FC Porto. O outro foi António Oliveira (Sporting em 1982 e FC Porto em 1996). Artur Jorge ainda é o rei da Supertaça, pois foi o único a ganhar a prova em três ocasiões: em 1985, 1987 e 1990, sempre pelo FC Porto. Com duas vitórias aparecem ainda Bobby Robson (FC Porto, 1993 e 1994), Fernando Santos (FC Porto, 1998 e 1999), Paulo Bento (Sporting, 2007 e 2008) e Vítor Pereira (FC Porto, 2011 e 2012).

 

- O Benfica poderá ter em campo seis vencedores da Supertaça da época passada: Luisão, Jardel, Eliseu, Talisca, Gaitán e Ola John. Amorim está fora do grupo e Salvio com uma lesão de longa duração. Em contrapartida, no Sporting só resta um vencedor de 2008: Rui Patrício. Ainda que Adrien tenha estado no banco.

 

- O balanço recente dos jogos entre Sporting e Benfica é largamente favorável aos encarnados. Os leões venceram o jogo da Taça de Honra da AFL, na pré-temporada passada (1-0, golo de André Martins) e antes disso já não ganhavam desde Abril de 2012 (1-0, golo de Van Wolfswinkel). Pelo meio, três vitórias do Benfica e quatro empates, um deles a resultar em vitória benfiquista no prolongamento e eliminação do Sporting da Taça de Portugal.

 

- Onze dos últimos doze golos do Benfica ao Sporting nasceram na América do Sul. Desde 2012, Cardozo marcou seis, Gaitán fez dois, Luisão um, Jardel outro, Lima mais um e Salvio o restante. A exceção é Markovic, que marcou em Alvalade no empate (1-1) para a Liga em Agosto de 2013.

 

- Dos atuais jogadores do Sporting, só um marcou mais do que um golo ao Benfica com a camisola leonina: Slimani, que fez dois, sempre na Luz. Um no empate (1-1) para a Liga passada e outro na eliminação leonina (3-4) para a Taça de Portugal de 2014. Mas Jefferson, por exemplo, também já marcou por duas vezes ao Benfica, só que uma delas foi pelo Estoril, em Maio de 2013, ajudando (muito) o FC Porto a tirar o campeonato ao Benfica de Jesus.