Stats 

Portugal França

Particular

2015-09-04 19:45

RTP1
Terceira besta negra no caminho de Fernando Santos
2015-09-02

Fernando Santos tem a sua ainda curta passagem pela seleção nacional marcada pelo ponto final que colocou numa série de tradições negativas. Foi com ele aos comandos que Portugal venceu a Argentina pela primeira vez em quatro décadas (1-0 em Manchester, em Novembro). Foi ainda com ele que Portugal bateu pela primeira vez a Itália em 39 anos (também 1-0 em Genebra, em Junho). Resta uma “besta negra”: a França, a quem Portugal não ganha desde 1975.

A última vitória de Portugal sobre a França data de 26 de Abril de 1975 e foi obtida em Paris, a 26 de Abril de 1975, no estádio de Colombes. Nené e Marinho marcaram, em dois ataques rápidos (youtube.com/watch?v=FzujnaI9j1U) os golos de um 2-0 que deixava boas perspetivas para a viagem a Praga, onde, contudo, a seleção encaixou um robusto 5-0 da Checoslováquia e começou a ver como impossível a qualificação para o Europeu de 1976.

Desde essa tarde – um dia depois das primeiras eleições livres em Portugal –, a seleção nacional defrontou a França por mais nove vezes, perdendo sete e empatando as outras duas (que no entanto veio a perder no prolongamento, nas meias-finais dos Europeus de 1984 e 2000). Duas das derrotas foram mesmo pesadas e de alguma forma premonitórias. Em 1983, a França de Michel Hidalgo veio ganhar por 3-0 a Guimarães, mostrando que o tempo de Otto Glória à frente da equipa lusa estava a esgotar-se: depois disso, com a Comissão Técnica no lugar do treinador brasileiro, Portugal ainda se qualificou para o Europeu, para o qual, contudo, não foram convocados metade dos que jogaram nessa tarde. Em 2001, Portugal foi pesadamente batido por 4-0 no Stade de France, no que podia ter sido o primeiro sinal de alarme para o que veio a ser o fracasso da equipa de António Oliveira no Mundial de 2002.

Nenhuma outra seleção no Mundo tem sido tão aziaga para a equipa portuguesa, que uma vez ultrapassado o papão francês poderá então virar-se para o segundo monstro do momento: a Grécia, a quem Portugal não ganhou nenhum dos últimos seis jogos: três vitórias e três empates desde um 1-0 no Restelo que serviu de aquecimento para o Europeu de 1996. Mas de gregos, na verdade, não há quem perceba mais em Portugal do que Fernando Santos.

 

- Ricardo Quaresma é o único jogador da seleção portuguesa que já marcou à França. Fez de penalti o golo que valeu aos portugueses reduzir para 2-1 na derrota em Paris, em Outubro.

 

- A França vem de duas derrotas consecutivas, contra a Albânia (0-1, em Elbasan) e a Bélgica (3-4 em Saint-Denis). Os franceses não perdem três vezes seguidas desde 2013, quando foram consecutivamente batidos por Espanha (0-1, na qualificação para o Mundial), Uruguai (0-1) e Brasil (0-3), estes dois em jogos amigáveis.

 

- Anthony Martial, uma das figuras do último mercado, ao transferir-se do Mónaco para o Manchester United por valores acima dos 50 milhões de euros, pode estrear-se na seleção francesa no jogo com Portugal. O único francês nessas condições além do jovem atacante de 19 anos é o guarda-redes Costil, do Rennes. A seleção portuguesa não tem candidatos a estreantes.

 

- Novidade da seleção portuguesa é o regresso de Veloso, que não joga pela equipa nacional desde 7 de Setembro do ano passado, quando entrou nos últimos 17 minutos para o lugar de Ricardo Costa, na derrota com a Albânia (0-1), em Aveiro, que levou ao afastamento de Paulo Bento.