Stats 

FC Porto B.Dortmund

Liga Europa

2016-02-25 20:05

SIC
Dragões nunca recuperaram de dois golos na Europa
2016-02-24

O FC Porto enfrenta uma tarefa ciclópica, se quer continuar em prova na Liga Europa. A derrota por 2-0 em Dortmund, na primeira mão dos 16 avos de final da competição, deixa a equipa portista em muito má situação e exige uma reviravolta sem precedentes no seu historial europeu. Na verdade, nas onze ocasiões em que entrou numa segunda mão de uma eliminatória europeia com dois ou mais golos de desvantagem, o FC Porto foi sempre eliminado.

Há outra tendência interessante, que se reflete no facto de os dragões terem ganho a maioria desses segundos jogos – sete em onze – e de nunca o terem perdido. Isso pode querer dizer uma de duas coisas: ou um assomo de orgulho da equipa azul e branca, ou um desinvestimento dos opositores, já demasiado confiantes no resultado que trazem dos seus estádios. Ainda assim, é curioso que dois dos quatro adversários que não perderam a segunda mão tenham sido as duas últimas equipas a chegar ao Porto com vantagem confortável: o Manchester United, que empatou sem golos nas Antas em 1996/97 depois de ter ganho em Old Trafford por 4-0; e o Tottenham, que em 1991/92 também saiu das Antas com um 0-0 depois de ter vencido a primeira mão em Londres por 3-1.

Curioso é, também, que nos últimos 25 anos estas tenham sido as duas únicas situações em que o FC Porto entrou numa segunda mão com pelo menos dois golos de desvantagem. A maioria destas situações são mais antigas, o que reflete o crescimento europeu recente do FC Porto e o facto de os dragões estarem sobretudo na Liga dos Campeões, que se joga por grupos e só mais à frente a eliminar. No histórico, verifica-se que a primeira vez que tal sucedeu ao FC Porto foi com uma equipa alemã, o Hannover, que ganhou a primeira mão em casa por 5-0 e depois foi batido nas Antas por 2-1 (1965/66). Seguiram-se o Hibernian (3-0 seguido de 3-1 para o FC Porto, em 1967/68), o Nantes (2-0 e 1-1, em 1971/72), o Hamburger (2-0 e 2-1, em 1975/76), o AEK Atenas (6-1 e 4-1 em 1978/79), o Standard Liège (2-0 e 2-2 em 1981/82), o Anderlecht (4-0 e 3-2 em 1982/83), o Barcelona (2-0 e 3-1 em 1985/86) e o PSV Eindhoven (5-0 e 2-0, em 1988/89), além dos dois casos mais recentes e já citados.

 

O FC Porto perdeu as três últimas partidas europeias, todas pelo mesmo resultado: 0-2. Viu-se impedido de seguir para os oitavos-de-final da Liga dos Campeões por ter sido batido nas duas últimas jornadas da fase de grupos por Dynamo Kiev (2-0, no Dragão) e Chelsea (2-0, em Londres) e foi agora superado pelo Borussia Dortmund, na primeira mão dos 16 avos de final da Liga Europa pelo mesmo resultado.

 

Se perder um quarto jogo, na segunda mão da eliminatória com a equipa alemã, o FC Porto continua no caminho que pode levá-lo a repetir uma sequência negativa que não conhece desde a estreia nas competições da UEFA, nos anos 50 e 60. Nessa altura perdeu cinco jogos consecutivos: 1-2 e 2-3 com o Athletic Bilbau em 1956/57; 1-2 e 0-2 com o Ruda Hzvezda em 1959/60 e 1-2 com o Dynamo Zagreb em 1962/63. A série foi interrompida com um 0-0 em casa face aos jugoslavos.

 

O Borussia Dortmund não perdeu nenhum jogo desde a interrupção de Inverno do futebol alemão, somando seis vitórias e um empate (0-0 com o Hertha). Já foi quatro vezes batido fora de casa esta época (Bayern, Hamburger, Krasnodar e Koln), mas só um desses resultados chegaria para o afastar da Liga Europa neste momento: os 5-1 em Munique, a 4 de Outubro.

 

A derrota do FC Porto no Dragão com o Dynamo Kiev, em Novembro (0-2), veio interromper uma série de 12 jogos sem derrotas em casa nas competições europeias. A última equipa estrangeira a ganhar no Dragão tinha sido o Zenit, que ali se impôs por 1-0 em Outubro de 2013.

 

É a segunda vez que José Peseiro recebe uma equipa da Alemanha. Já lhe aconteceu em 2008/09, quando empatou em casa com o Wolfsburg aos comandos do Rapid Bucareste (1-1), depois de ter perdido na Alemanha por 1-0.

 

Borussia Dortmund e FC Porto só se defrontaram uma vez nas competições europeias: foi há uma semana, com vitória dos alemães por 2-0. Até aqui, os alemães ganharam sempre que defrontaram equipas portuguesas no seu estádio, mas perderam todos os jogos feitos em Portugal: 2-1 com o Benfica em 1963/64, 1-0 com o Boavista em 1999/00 e 2-1 com o mesmo Boavista em 2001/02. Por sua vez, o FC Porto ganhou nove das 15 jogos com alemães nas Antas e no Dragão: o último a evitar ali a derrota foi o Eintracht Frankfurt, que empatou ali a duas bolas, em Fevereiro de 2014.