Artigo 

2015-07-28
O que espero de Pedro Proença

Pedro Proença é o novo presidente da Liga de clubes. Dele e de quem o acompanha espero o seguinte compromisso:
1. Que seja, como já disse, o presidente de todos os clubes, quer o tenham apoiado ou não, rompendo com o passado de lobismo que só envergonha o futebol nacional;
2. Que traga para a Liga o know-how e o profissionalismo com que conviveu nas grandes competições internacionais em que marcou presença;
3. Que dê o contributo necessário em clareza nas decisões para se acabar com as suspeições no que toca à arbitragem e disciplina, os cavalos de batalha de todos os dirigentes antigos;
4. Que consiga acabar com o feudalismo no futebol nacional, o sistema no qual quem não tem receita só sobrevive prestando vassalagem a interesses superiores, sejam eles clubes grandes ou grupos de interesse. É isso só será possível através de uma distribuição mais igualitária da receita nascida nos direitos televisivos;
5. Que mantenha na presidência da Liga a atitude é o profissionalismo que teve enquanto árbitro internacional: pode errar, mas apenas se o fizer convicto de que está a fazer o mais correto.
6. Que acabe de uma vez por todas com o futebolzinho pequenino que se auto-destrói em cada declaração;
7. Que seja implacável com os não cumpridores, seja em pagamento de salários, impostos ou obrigações sociais. Sem subterfúgios; 
8. Que crie um nível de exigência para se pertencer à elite, impedindo quem não tem público de jogar o seu campeonato.
Para cumprir este compromisso é muito provável que tenha de afrontar muitos interesses, incluindo alguns de quem até hoje o apoiou em nome de interesses eles também inconfessáveis. Espero que vá até ao fim.

xpto data
asd asd
asd asd
asd asd
asd asd
ad asd
asd ads
asd ads