Artigo 

2015-09-12
Factos rápidos sobre a 4ª jornada da Liga (1ª parte)

- Ao vencer o Belenenses por 6-0, o Benfica conseguiu a maior goleada desde a vitória pelo mesmo resultado sobre o Estoril, a 28 de Fevereiro. Tal como nesse jogo, Jonas bisou.

 

- O bis contra o Belenenses foi o segundo da época para Jonas e o nono desde que chegou a Portugal (sendo que num dos casos somou mesmo mais um golo, fazendo um hat-trick). O atacante brasileiro marcou por três vezes ao Sp. Covilhã e depois bisou contra Moreirense, Estoril (duas vezes), Nacional, Académica, Belenenses (duas vezes) e Marítimo. Em três anos e meio de Valencia só fizera cinco bis e um hat-trick.

 

- Este foi também o primeiro bis de Mitroglou com a camisola do Benfica. Fê-lo ao quinto jogo pelos encarnados. A última vez que bisara foi a 3 de Maio, na vitória ampla do Olympiakos sobre o Kalloni (5-0), para o campeonato grego.

 

- A derrota na Luz foi a primeira do Belenenses esta época, ao oitavo jogo (contabilizando todas as competições). Contando apenas com os anos em que os azuis estavam na I Liga, a equipa do Restelo não prolongava a invencibilidade durante tantos jogos desde 1979, quando perdeu pela primeira vez ao oitavo jogo, também contra o Benfica.

 

- Esta foi a maior derrota do Belenenses desde que caiu em Braga, para a Taça de Portugal, por 7-1, a 7 de Janeiro. A resposta de Lito Vidigal foi mudar seis jogadores entre esse jogo e o seguinte: Matt Jones, João Meira, Tiago Silva, Carlos Martins, Sturgeon e Deyverson (este por ter sido expulso) não alinharam frente ao FC Porto, no Dragão. Mas o Belenenses voltou a perder, por 3-0.

 

- Os 6-0 encaixados na Luz foram a maior derrota de Ricardo Sá Pinto enquanto treinador. Sucederam, curiosamente, contra o mesmo treinador a quem tinha ganho na sua maior goleada: os 5-0 do Sporting ao V. Guimarães de Rui Vitória, a 11 de Março de 2012, nesse aspeto empatados com outros 5-0 ao Horsens, no arranque da época seguinte.

 

- O Belenenses não marca um golo ao Benfica há 419 minutos de jogo. O último foi a 28 de Setembro de 2013, obtido por Diakité, no empate a uma bola na Luz. Desde então, os azuis levam 329 minutos sem marcar no dérbi, correspondentes a duas derrotas na Luz (3-0 e 6-0) e outras duas no Restelo (0-1 e 0-2).

 

- O Benfica fez mais golos esta época no jogo em que menos rematou. Visou as redes de Ventura por apenas 19 vezes, tantas quantas tinha chutado à baliza do Estoril, na primeira jornada. Os jogos em que foi mais rematador (22 remates contra o Moreirense e 31 contra o Arouca) renderam menos golos.