Artigo 

2016-02-06
Factos rápidos da 21ª jornada (1ª parte)

Mitroglou fez três golos na vitória confortável do Benfica sobre o Belenenses (5-0), no Restelo, assegurando a quinta jornada consecutiva da Liga sempre a marcar, pois já tinha estado entre os goleadores benfiquistas frente ao Nacional (4-1), Estoril (2-1), Arouca (3-1) e Moreirense (4-1). Foi o segundo jogador a conseguir esta sequência na prova, igualando o sportinguista Slimani, que marcou sempre entre as jornadas 15 e 19. No Benfica, ninguém marcava em cinco jornadas consecutivas desde que Cardozo o fez entre a quinta e a nona jornada do campeonato de 2013/14.

 

- Além disso, este foi o primeiro hat-trick de Mitroglou desde 6 de Outubro de 2013, quando fez três golos na goleada do Olympiakos frente ao Veria (6-0), na sétima jornada da Liga grega. Nessa altura, aliás, Mitroglou conseguiu dois hat-tricks seguidos, pois quatro dias antes também tinha feito três golos nos 3-0 ao Anderlecht, na Liga dos Campeões.

 

- O segundo dos três golos de Mitroglou ao Belenenses – e o terceiro do Benfica – foi o 500º golo da atual edição da Liga portuguesa. O golo 500 apareceu ao 181º jogo, enquanto que na época passada forma precisos 202 jogos para que o então bracarense Salvador Agra o fizesse, na baliza do Rio Ave, à 23ª jornada.

 

- Os cinco golos marcados pelo Benfica significam que a equipa de Rui Vitória consolidou o lugar de melhor ataque da Liga, agora com 59 golos marcados em 21 jornadas. É preciso recuar 40 anos, até 1975/76, para ver um Benfica com tantos golos em igual número de jogos: em 1975/76, a equipa liderada por Mário Wilson tinha 61 tentos marcados à 21ª jornada, tendo acabado o campeonato na frente e com o melhor ataque, com 94 golos marcados em 30 jogos.

 

- Por sua vez, o Belenenses também segue cada vez mais destacado como defesa mais batida da Liga. São já 46 golos sofridos em 21 jogos, o pior registo parcial da equipa do Restelo em toda a história da competição.

 

- O Benfica conseguiu a 11ª vitória consecutiva, contando jogos de todas as competições. Os encarnados ganharam todos os desafios desde o empate a zero com o U. Madeira, a 15 de Dezembro. Desde 2011/12 que a equipa da Luz não ganhava onze jogos seguidos, sendo preciso recuar até 2010/11 para se encontrar uma sequência melhor. Essa ainda levará mais tempo a igualar, pois contou 18 vitórias consecutivas.

 

- O Belenenses-Benfica constituiu a primeira derrota do treinador espanhol Julio Velásquez no Restelo desde que foi chamado a substituir Ricardo Sá Pinto. E mesmo com um onze tão ofensivo como o que apresentou frente aos bicampeões nacionais não foi capaz de quebrar a malapata dos golos na baliza do Benfica: o Belenenses não marca ao Benfica desde Setembro de 2013 e, desde esse jogo, segue com um score parcial de 0-17.

 

- Miguel Rosa jogou pela 150ª vez com a camisola do Belenenses, defrontando o Benfica, clube que o formou. Nos 150 jogos de azul, marcou 40 golos.